gato e cachorro juntos

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Como acostumar gato e cachorro juntos? Confira nossas 5 dicas

Não é de hoje que cães e gatos são retratados como inimigos naturais. A rivalidade entre os bichinhos, porém, não precisa ser realidade dentro de casa.

Com alguns cuidados, é possível introduzir um novo pet em sua casa sem causar qualquer tipo de conflito. O segredo? Entender que gatos e cachorros possuem necessidades e instintos diferentes e, portanto, precisam de atenções específicas para seu desenvolvimento saudável.

Quer aprender como acostumar cães e gatos no mesmo ambiente? No texto de hoje discutiremos 5 dicas importantes para qualquer tutor de pets!

Assegure uma boa apresentação dos pets

A apresentação é o passo mais importante na hora de trazer um novo integrante pet para a família.

Nessa etapa, nenhuma interação entre gato e cachorro deve acontecer sem sua supervisão.

Inclusive, a apresentação dos pets deve ser planejada em pequenos passos, preferencialmente após refeições, quando ambos já estiverem calmos e de barriguinha cheia.

Para os primeiros dias, deixe que cada animal explore os cheiros e sons do novo int egrante de maneira segura: através de uma porta, grade ou proteção que garanta a integridade física em caso de acidentes.

Foque na aproximação gradual

Não espere que os bichinhos se tornem grandes amigos logo de cara. Depois da apresentação, foque na aproximação gradual dos pets, sempre supervisando todo e qualquer tipo de interação.

Nessa etapa, é importante aumentar, aos poucos, o tempo de convívio dos pets.

Eventualmente, ambos aprenderão a tolerar a presença um do outro sem causar muito barulho.

Crie ambientes seguros para seus animais

Dependendo do porte do cão, as chances do gato sair ferido em um conflito direto são muito maiores.

Por isso, é importante criar espaços seguros que estejam fora do alcance de seu cãozinho. Faça bom uso de estantes e suportes verticalizados que garantam ao gatinho um refúgio em caso de necessidade.

Além disso, grades de segurança podem ser instaladas dentro de casa para limitar o acesso dos pets a determinados ambientes, como a cozinha, por exemplo.

Ofereça recompensas

Recompensas verbais e petiscos são ótimas alternativas para cristalizar bons comportamentos em seus pets.

Interagiram sem briga? Recompense. Sem rosnados ou chiados de ameaça? Recompense.

Com o tempo, o pet vai entender que o ideal é manter a calma e evitar qualquer tipo de conflito.

Atente-se para a personalidade dos pets!

Cães e gatos possuem personalidades e comportamentos diferentes, e enxergar isso é o primeiro passo para assegurar uma boa convivência dentro de casa.

Ainda assim, é comum que cães e gatos de uma ou de outra raça comportem-se de maneira completamente diferente entre si. Por isso, é fundamental observar a personalidade de seu bichinho em particular.

Seu gatinho é mais ou menos energético? E seu cão, ele é mais ou menos sociável?

Entender os traços de personalidade do bichinho ajuda, e muito, na hora de buscar a companhia ideal – mesmo que ela seja de outra espécie.

Cães e gatos demandam cuidados específicos, e é pensando nisso que nós preparamos conteúdos exclusivos para você!

Quer saber como cuidar de um gato ou cachorro filhote? Confira agora as dicas essenciais que separamos aqui no blog!

Confira mais