Como diminuir latido de cachorro?

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Como diminuir latido de cachorro? Confira!

Latir é a forma que a maioria dos cachorros encontram para se comunicar. Aliás, isso acontece por diferentes causas. Porém, quando é em excesso, pode ser um sinal de que há algo de errado com o seu pet. Nesse caso, é fundamental descobrir o motivo e adotar técnicas de como diminuir latido de cachorro.

Neste post, saiba as razões naturais para o latido e o que pode levar o cachorro a passar dos limites. Veja também dicas práticas de como diminuí-lo e garantir um ambiente mais tranquilo para você e seu pet. Boa leitura!

Afinal, por que os cachorros latem?

É difícil pensar em um cachorro que não late. É claro que há raças que emitem uivos, como o Husky Siberiano ou o Basenji, mas grande parte delas adota esse tipo de som para se expressar. Afinal, o latido de um cachorro é a forma como ele se comunica em seu ambiente, tanto com outros cachorros e animais, quanto com você. Entre as causas para o latido, existem várias razões, por exemplo:

  • alegria ao saber que vai passear ou comer;
  • comunicação com outro cachorro;
  • reclamação quando está sozinho;
  • alerta e estresse;
  • fome e frio;
  • ciúme, medo e dor.

E quando o latido é em excesso?

É normal que algumas raças latam menos e outras mais. Porém, quando você perceber que seu cachorro está latindo em excesso, pode significar algum problema. Por exemplo, se ele fica em casa sozinho e late o tempo todo, pode estar se sentindo solitário, ansioso ou com medo. Então, faz isso para chamar a atenção.

Já se ele está em um ambiente agitado, principalmente do lado de fora da casa, por onde vê pessoas e animais pelo portão, pode latir para qualquer coisa e ficar estressado, especialmente se não vê quem está passando. 

Outro motivo que faz o cachorro latir mais é quando você grita de volta, pois ele entende que pode ser uma brincadeira. Por sua vez, há o excesso de energia, principalmente para cães que vivem em espaços pequenos, que os fazem latir mais para extravasá-la.

O que fazer quando o cachorro não para de latir?

Agora que você sabe várias das causas, é fundamental aprender como diminuir o latido de cachorro. A seguir, confira algumas dicas práticas que separamos para você!

Não deixe o pet sozinho

Se o problema do latido é o pet que quer companhia, vale a pena solucionar essa questão, por exemplo, arrumando outro cachorro ou mesmo um gato, já que espécies diferentes podem se tornar amigas.

Afinal, se você passar o dia inteiro fora de casa, os vizinhos não precisam ter que lidar com os latidos dele. Se não for possível, mantê-lo em um espaço maior, como o quintal, e dar brinquedos para que se distraia.

Outro aspecto a não negligenciar é sempre dar atenção suficiente para o pet e levá-lo para passear quando você chegar em casa, principalmente quando se mora em apartamento.

Adote a homeopatia

Quando o pet está muito estressado, outro possível tratamento – além de acabar com a causa dessa condição – é adotando a homeopatia. Ou seja, ministrar um medicamento homeopático em doses controladas, que possam ajudar o cachorro a restaurar seu bem-estar. Para isso, é necessário consulta com um médico-veterinário especializado.

Faça um bom adestramento

Um bom adestramento é fundamental para que o cachorro pare de latir em excesso. Nesse caso, não é preciso gritar, mas sim utilizar um tom de voz firme e uma palavra única de comando, para que ele entenda que não deve ter esse comportamento. Outra ação que ajuda, é presentear o cachorro com petiscos, pouco depois que ele parar completamente de latir. Assim, vai entender que não latir demais é um comportamento vantajoso.

Como sabemos, todo cachorro late, mas muitos passam dos limites.  Gritar com o pet não vai ajudar. É preciso encontrar soluções diferentes e aprender lidar com o excesso de latido de cachorro, mas de forma tranquila e eficiente.

Para isso, você pode seguir as dicas que passamos, como a homeopatia e o adestramento. Assim, vai conseguir qualidade de vida para o seu pet e também para você.

Quer saber como usar petiscos no adestramento do pet e ter mais eficiência? Descubra no post a seguir!

Confira mais