gato sentado comendo ração no recipiente

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Como escolher a melhor ração para gato?

Quando você for a um pet shop vai encontrar vários tipos de alimentos comerciais completos para seu gato. Além das marcas, que são variadas, há sabores e formatos diferentes, que podem deixar o tutor confuso.  Afinal, qual escolher? Qual é a melhor?

Para decidir, é importante observar a fase da vida do felino, se ele possui alguma doença (patologia), se é ou não castrado, entre outros pontos. Vale lembrar que nem sempre o alimento mais caro é o mais adequado ao seu animal de estimação. Além disso, há várias marcas que oferecem qualidade com um valor mais acessível.

Para garantir que fará a melhor compra, veja tudo o que deve ser analisado e escolha a melhor ração para gato.

Ração certa para cada idade

A primeira coisa que você precisa pensar é na idade do seu animal. Quantos anos ele tem? Ainda é um filhote ou já é um adulto?

Se o seu animal de estimação tiver menos de 12 meses, você deverá optar por um alimento para filhote, que tem os nutrientes necessários para que ele cresça saudável. Já a partir dos 12 meses em diante seu gato já é adulto, então deve ser oferecido alimento para adultos que o manterá saudável.

Há também alimentos para gato sênior, que pode ser administrada para animais que tenham a partir de 10 ou 11 anos de idade.

Ração especial para gato

Além de verificar a idade, o tutor precisa ter em mente que alguns animais têm uma dieta especial. Isso será prescrito pelo Médico-Veterinário.

Animais obesos, por exemplo, precisarão de uma alimentação menos calórica. Já os com doença renal necessitarão de uma formulação que trata a formação de cálculos e assim por diante. Por isso, se o animal tiver uma dieta especial, você deverá seguir o que foi recomendado pelo Veterinário.

Há também uma diferenciação nos alimentos para gatos castrados. Além das mudanças hormonais, metabólicas e comportamentais, esses gatos tendem a se alimentarem mais e, como não saem mais para buscar parceiros, podem se movimentar menos.

Quando essas coisas acontecem, aumenta a probabilidade do felino se tornar obeso. É por isso que há essa diferenciação para o animal castrado. No geral, esse tipo de alimento tende a saciar mais o desejo de comer em demasia e também tem menos calorias, mas garante a quantidade de nutrientes adequada para o pet, além de outros aditivos que colaboram para uma vida longa e saudável.

Tipos de ração para gato

Outra diferenciação que você vai encontrar no ponto de venda, é quanto a sua classificação mercadológica:

  • Econômica;

  • Standard (padrão);

  • Premium;

  • Premium Especial;

  • Super premium.

A diferença entre elas é estabelecida dentro da própria empresa, levando em consideração também a qualidade e digestibilidade dos ingredientes usados em sua composição. Por exemplo, a quantidade e qualidade das proteínas, das gorduras, das vitaminas e dos microminerais e também dos aditivos nutricionais, além da qualidade de seu processamento.

No geral, animais alimentados com produtos econômicos acabam precisando comer mais e também fazem maior volume de fezes, que pode ser até antieconômico.

Já os que comem alimentos premium tendem a ter  uma alimentação melhor.

Ela é nutritiva, possui boa digestibilidade e acaba sendo consumida em menor quantidade. Além disso, por ser melhor absorvida pelo organismo do animal de estimação, acaba diminuindo a quantidade de fezes.

Por fim, os alimentos super premium tem o que há de melhor em relação à qualidade e a quantidade de  ingredientes e nutrientes, bem como a tecnologia de produção.

Claro que na hora da compra o ideal seria optar pela super premium, mas se ela não couber no seu orçamento, o alimento para gato premium já é uma ótima aquisição.

Gostou das dicas sobre ração para gato? Qual o sabor favorito do seu bichano? Conte pra gente nos comentários!

Confira mais