cão de meia idade olhando dono colocar ração

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Como mudar a ração do cachorro da forma correta? Entenda

Quando um cão é acolhido por uma família, ele vira o centro das atenções, sendo alvo de todos os cuidados e mimos. Mas, muito além de brinquedos e de uma cama bonita (que também são importantes), uma especial atenção com a alimentação dos nossos pets é essencial para manter a saúde e o bem-estar deles.

Quem é tutor há muito tempo sabe que, por vezes, nossos animais passam anos ingerindo a mesma ração. Por isso, o momento de mudar a ração do cachorro pode trazer muitas dúvidas. Neste artigo, trazemos algumas explicações sobre o assunto, para que você consiga trocar o alimento do seu cão da melhor forma. Continue a leitura e saiba mais!

Por que mudar a ração do cachorro?

Em primeiro lugar, é importante conhecer as razões que levam à necessidade de alterar a alimentação de um cachorro. Entre os motivos, destacamos os seguintes:

Mudança de faixa etária

Nas diferentes fases da vida, o organismo de um cão demanda nutrientes de maneiras distintas. Dessa forma, são desenvolvidos alimentos apropriados para cada uma dessas etapas: quando o filhote desmama, ele já recebe uma ração específica; assim que cresce, outro alimento passa a ser oferecido a ele e, quando, enfim, chega à velhice, também existem rações que podem atender às necessidades nutricionais dos animais idosos.

Condições de saúde e reprodutivas

Além da idade, certas condições de saúde podem levar o tutor a mudar a ração do cachorro: ao adoecer ou enfrentar problemas de saúde permanentes, o veterinário pode indicar o consumo de alimentos especiais. Da mesma forma, uma cadela prenha ou amamentando pode trocar de ração, uma vez que precisa de mais nutrição nessas fases, e um animal castrado pode exigir uma ração específica para nutri-lo sem que engorde.

Alergia alimentar

Alguns animais podem apresentar reações alérgicas a determinados alimentos, devido à origem das proteínas que os compõem. Dessa forma, é possível — e necessário — fazer a troca da ração até chegar ao produto ideal, às vezes até sendo feita a substituição por alimentos hipoalergênicos.

Como escolher a nova ração?

Ao escolher outro alimento para o cachorro, é fundamental considerar os níveis de garantia e enriquecimento, assim como a sua composição básica. Além disso, procure saber se a empresa fabricante da ração é idônea e considerada referência em nutrição animal. Também atente para a ética nas informações: é muito importante que você tenha acesso a elas e que elas sejam corretas.

Como fazer a troca dos alimentos?

A troca da ração do cachorro precisa ser gradual, para que sejam evitados problemas, como diarreia e vômito, que podem acometer alguns animais. Para tanto, reserve um pouco da ração antiga, em quantidade suficiente para seguir o seguinte cronograma de transição:

  •         nos dias 1 e 2, ofereça 75% da ração antiga e 25% da nova;
  •         nos dias 3 e 4, 50% da ração antiga e 50% da nova;
  •         nos dias 5 e 6, 25% da ração antiga e 75% da nova,
  •         a partir do dia 7, sirva 100% da ração nova.

Agora você já sabe como mudar a ração do cachorro de forma segura, escolhendo alimentos de qualidade e adequados ao seu pet. Nesse processo, procure também o veterinário que atende seu cão para que ele saiba dos cuidados que tem dispensado a ele e acompanhe qualquer contratempo que possa ocorrer.

Para continuar cuidando adequadamente da saúde do seu cão, leia nosso texto sobre a quantidade certa de alimento que você deve oferecer a ele

 

Confira mais