petiscos para pets

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Petiscos para pets: entenda quanto e quando seu pet pode comer

Você é do tipo que faz de tudo para agradar ao seu melhor amigo? Então, certamente já considerou a possibilidade de oferecer petiscos para seu pet, não é mesmo? No entanto, esse assunto costuma gerar muitas dúvidas entre os tutores, que não sabem se eles fazem bem ou mal para a saúde dos animais.

Essa é uma dúvida genuína, que demonstra que você realmente se preocupa com o seu animalzinho. E agora chegou a hora de acabar com ela de uma vez por todas!

Em nossa conversa, discutiremos sobre o consumo dos petiscos por pets. Será que eles são benéficos? Quando eles podem ser oferecidos? Quais são as melhores opções? Confira a resposta para essas perguntas logo abaixo. Boa leitura!

O que são petiscos?

Petiscos são, para os pets, como os lanches são para os humanos. Ou seja: não são alimentos completos, daqueles que, sozinhos, contribuem para uma nutrição adequada no dia a dia.

No entanto, podem ser lanchinhos bem saudáveis, que complementam a obtenção de vitaminas no dia a dia e são um ótimo agrado para os momentos entre as refeições dos pets!

A composição dos petiscos deve ser o mais natural possível, com ingredientes como carne ou miúdos, proteína texturizada de soja e alguns aditivos para garantir maior palatabilidade e evitar que os petiscos se estraguem com facilidade.

Quais são as vantagens de oferecê-los?

Oferecer petiscos para pets é algo muito bacana para os nossos animais! Afinal, eles também merecem um lanchinho de vez em quando, não é?

E se engana quem acha que a única utilidade dos petiscos é encher a barriguinha dos nossos amigões. Eles também são úteis para:

  • ajudar na hora do adestramento;
  • deixar as brincadeiras ainda mais divertidas;
  • promover o estreitamento do laço entre o tutor e o pet, especialmente nos casos de resgates em que eles não confiam nos humanos;
  • reduzir problemas como a ansiedade de separação, especialmente em filhotes;
  • acalmar o animalzinho em momentos específicos, como visitas ao Veterinário, gerando uma associação positiva.

Quando oferecer petiscos para pets?

Já falamos que os petiscos são como lanches, certo? Por isso, não devem ser oferecidos como única forma de alimentação e nem várias vezes ao dia.

Guarde os petiscos para momentos específicos, como antes de você sair de casa, no meio da tarde entre as refeições do animal ou ao voltarem de um passeio. 

Lembrando que o consumo dos petiscos deve sempre ser liberado por um Médico-Veterinário. Caso o seu pet esteja saudável, tudo bem. No entanto, eles podem não ser recomendados para animais com doença renal crônica, diabetes, hipertireoidismo e outros problemas de saúde.

Como escolher o melhor petisco para o meu pet?

A escolha do melhor petisco para o seu pet dependerá de uma série de fatores. Alguns pontos que merecem atenção são:

  • reputação da marca;
  • composição do produto;
  • palatabilidade;
  • oferta de vários sabores.

Agora que você já sabe quais são os benefícios dos petiscos para pets e descobriu como oferecê-los ao seu amigão no dia a dia, não perca mais tempo. Inclua esse agradinho na rotina do seu bichinho de estimação e torne os seus momentos muito mais felizes!

Para não errar, aposte nos petiscos da Matsuda Pet! Entre as nossas opções, você pode conferir as tirinhas Nhac!, que estão disponíveis em três sabores: frango, carne e linguiça. O seu pet vai amar!

 

Confira mais