médica veterinária com filhote de cachorro e um gato no colo

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Plano de saúde para pets: quais as vantagens e como escolher o ideal

Muita gente pode pensar que é exagero, mas, para quem ama seus animais de estimação como membros da família, um plano de saúde para pets pode ser a melhor opção para cuidar dos seus peludos sem gastar muito. Mas quais são as vantagens desse serviço e o que levar em conta na hora de escolher um plano?

É sobre isso que falaremos por aqui! Continue conosco e faça uma ótima leitura!

Como funcionam os planos de saúde para pets?

De forma bem resumida, um plano de saúde para pets funciona da mesma maneira como os planos de saúde para nós, humanos. Você paga um valor mensal e seu animal de estimação poderá usufruir de alguns benefícios e ser atendido nas clínicas veterinárias conveniadas.

O valor da mensalidade varia de acordo com a cobertura, a região em que você mora, os serviços prestados e a idade do seu peludo. De modo simplificado, podemos dizer que existem três tipos de plano: básico, intermediário e completo.

Eles se diferenciam pelas coberturas e serviços. Por exemplo, em um plano básico, seu pet será beneficiado com algumas vacinas, consultas em horários comerciais, consultas de emergências, alguns exames de laboratório e auxílio-funeral.

Em um intermediário, os serviços incluem todas as vacinas, consultas com especialistas, cirurgias, internações, odontologia de emergência e atendimento hospitalar. Já um plano completo, dá direito à consulta domiciliar, a exames laboratoriais e vacinas, a parto e à castração, à limpeza de tártaro, à tomografia e ressonância e, até mesmo, treinamento para pets.

Quais são as vantagens desse serviço?

A grande vantagem de contratar um plano de saúde para pets é o acesso a serviços básicos e extras a um preço bem mais em conta do que pagá-los separadamente. Então, caso o seu pet precise de visitas periódicas ao veterinário ou necessite de uma consulta urgente, você não estará desprevenido.

Além disso, mesmo que a maioria dos tutores procure um veterinário apenas quando o pet apresenta algum problema, o ideal é levá-lo para consultas regulares. Isso porque o acompanhamento próximo previne o aparecimento de diversas doenças e disfunções.

Normalmente, os planos de saúde trazem benefícios para quem tutela pets idosos ou que tenham problemas crônicos. Idas frequentes ao veterinário e necessidade de fazer exames ou tratamentos costumam ser as razões mais comuns para os contratos.

Porém, mesmo que você ame muito o seu cão ou seu gato e esteja promovendo o Pet Care, nem sempre um plano de saúde vai ser vantajoso. É preciso avaliar bem a situação do seu parceiro antes de tomar uma decisão.

Como escolher um plano de saúde para pets?

A escolha do plano de saúde dependerá do quanto você está disposto a pagar, do momento de vida do seu pet e, também, da abrangência do serviço. Por exemplo, pode não valer muito a pena contratar um plano, caso haja poucos profissionais cadastrados na sua região, concorda?

Para tomar uma decisão mais consciente e escolher a opção com o melhor custo-benefício, é preciso conhecer muito bem todas as necessidades do seu pet. Procure responder às seguintes perguntas:

  • Seu animal de estimação tem mais de 6 anos?
  • Seu pet apresenta alguma doença crônica?
  • Quanto você gasta com a saúde do seu pet em um ano?
  • O plano cobre a minha região?
  • Qual o período de carência do plano?
  • Quais são os serviços prestados pelo plano?

É cada vez mais comum os tutores procurarem por planos de saúde para pets, já que eles fazem parte da família. As vantagens nem sempre são claras, mas com as dicas que trouxemos aqui, certamente será mais fácil fazer uma escolha acertada, que seja ótima para você e para o seu peludo!

Gostou das informações do nosso artigo? Então, que tal compartilhar o post nas suas redes sociais?

Confira mais