posso dar petisco para cachorro

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Posso dar petisco para filhote? Confira agora!

É natural querer mimar o seu pet e enchê-lo de petiscos, afinal de contas, quem resiste àqueles olhinhos redondos que volta e meia vêm implorando por um agrado? Apesar da tentação, é importante entender a função do petisco na nutrição do pet e evitar excessos.

Mas, e para filhotes? Quando e em quais ocasiões o petisco é bem-vindo? No texto de hoje traremos alguns dados que podem ajudá-lo a tomar essa decisão!

Filhotes podem comer petiscos?

A resposta curta é que sim, filhotes podem comer petiscos. Tanto filhotes de cães, quanto filhotes de gatos, podem comer petiscos a partir da 10ª semana de vida.

Isso porque, antes desse período, os bichinhos estão passando pela fase de desmame e seu intestino sofre diversas transformações, demandando uma dieta com nutrientes adequados para seu pleno desenvolvimento.

Portanto, antes de escolher o petisco, é fundamental avaliar também seu valor nutricional e a qualidade do alimento a ser oferecido.

Como escolher o petisco ideal para meu pet?

A escolha do petisco ideal começa, justamente, na avaliação dos ingredientes e da qualidade da empresa responsável. Petiscos com excesso de calorias e pouco valor nutricional, devem ser evitados mesmo para cães e gatos adultos.

Hoje em dia existem diversas opções de petiscos no mercado: por exemplo, bifinhos, tirinhas, ossinhos e biscoitos precisam vir em um tamanho adequado para o filhote, e de preferência que favoreça a higiene bucal e a massagem das gengivas.

Outra alternativa, para além dos industrializados, está nos petiscos naturais. Frutas e vegetais como cenoura, maçã e banana, por exemplo, podem ajudar no desenvolvimento saudável do filhote e garantir mais variedade no seu pratinho.

Como oferecer petisco para filhote?

Petiscos são usados para, principalmente, incentivar bons comportamentos nos animais, e não devem, sob hipótese alguma, substituir a alimentação saudável dos seus bichinhos.

Ofereça petiscos quando seu filhote fizer algo digno de elogio, assim ele logo associará aquele comportamento a algo positivo. Entregar petiscos de maneira aleatória só vai confundir o pet e garantir um pidão insaciável dentro de casa.

Para ajudar, você pode fazer um cálculo da quantidade ideal de petisco que pode ser oferecida ao seu filhote, da seguinte maneira:

  • Primeiro, anote a quantidade (em gramas) ideal de ração que o seu filhote deve comer, levando em conta as características específicas do animal.
  • Em seguida, calcule 5% do valor obtido no primeiro passo.
  • Pronto, essa quantidade é o limite diário que você pode oferecer de petisco para seu pet, sempre variando nos sabores, formatos e texturas.

Então, se seu filhote come uma média de 200g de ração por dia, você só poderá oferecer até 10g de petiscos para não atrapalhar a alimentação do bichinho.

E agora, já sabe quais tipos de petiscos preparar para seus pets? Filhotes, demandam atenção em todos os estágios de desenvolvimento, por isso, fique atento não só à alimentação, mas também aos cuidados com vacinas, higiene e, claro, comportamento.

Aqui no blog temos um texto sobre os principais cuidados para filhotes de cães e gatos que pode ajudar nessa tarefa. Não deixe de conferir e compartilhar com seus amigos!

Confira mais