cachorro olhando os dois gatos comendo

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Quanto meu pet deve comer? Saiba qual a quantidade certa

Quem nunca se sensibilizou com os olhares suplicantes de um cachorro ao pé da mesa ou se intimidou com os olhares impacientes de um gato ao lado do potinho de ração? Quem convive com pets sabe bem como é difícil resistir e negar um punhado de delícias.

 Porém, é preciso ter cuidado para não exagerar na dose, nem para mais, nem para menos. Isso porque a saúde o bem-estar dos animais estão diretamente ligados à quantidade e à qualidade do seu alimento.

 Afinal, quanto o pet deve comer? É sobre isso que falaremos a seguir. Continue conosco e descubra! 

Quanto o meu pet deve comer?

Hoje em dia, os pets compartilham nossa casa e nossa rotina, dividindo o espaço como membros de nossa família. Contudo, jamais podemos nos esquecer de que eles são diferentes, tendo organismo, metabolismo e necessidades distintas das nossas. Isso quer dizer que não devemos partilhar nem nossas comidas, nem nossos hábitos alimentares com nossos pets.

As rações modernas são fabricadas para suprir as demandas nutricionais de gatos e cachorros de forma plena. Por isso, é importante escolher alimentos de qualidade e de procedência idônea para que não faltem os nutrientes específicos para cada animal e cada fase de vida do pet.

De forma geral, é preciso levar em conta a idade, o peso, o porte e a personalidade de cada animal para calcular a porção ideal. Assim, animais jovens precisam comer em maior quantidade que os adultos, pois seu corpo está em desenvolvimento: músculo, esqueleto, órgãos, imunidade, hormônios e etc,, além de terem um comportamento de se movimentar mais, brincar mais e assim gastarem mais energia.

Pets pequenos precisam, naturalmente, de menos alimento que os de porte grande; e, do mesmo modo, pets que estejam acima do peso precisam ter a quantidade de ração regulada ou aumentar os exercícios físicos praticados por ele. Além disso, é essencial oferecer alimentos direcionados para a fase de vida do pet, pois eles contêm os nutrientes necessários para atender à necessidade fisiológica do momento.

Nos próximos tópicos veremos com mais detalhes sobre a quantia certa para cães e gatos.

 Qual a quantidade de ração deve-se dar para o cachorro?

Todos os cães, de forma geral, devem ser alimentados duas vezes por dia para que se desenvolvam plenamente, logo ao amanhecer e ao entardecer, justamente nos horários que quando selvagens a caça saia da toca e retornava para ela. Contudo, é preciso saber a quantidade diária total de ração do dia.

 De acordo com o peso do cão, deve-se oferecer:

  • porte miniatura I (até 3kg) — média de 7% do peso ideal;
  • porte miniatura II (de 3 a 5kg) — 5 a 6% do peso ideal;
  • porte pequeno (de 5 a 10kg) — 4 a 5% do peso ideal;
  • porte médio (de 10 a 22kg) — 4 a 5% do peso ideal;
  • porte grande (de 22 a 40kg) — 3,5 a 4,5% do peso ideal;
  • porte gigante (40kg +) — 3,5 a 4% do peso ideal.

É recomendado oferecer as refeições sempre nos mesmos horários, pois isso ajuda a estabelecer uma rotina para o cão, respeitando o seu processo digestivo.

Qual a quantidade de ração deve-se dar para o gato?

Gatos têm o costume de comer várias vezes ao dia, ingerindo cerca de 5 g em cada refeição. Um gato adulto, saudável e ativo, consome de 15 a 20 g de alimento por quilo do seu peso corporal, aproximadamente.

Essa quantia pode ser dividida em 10 a 20 pequenas porções. Porém, o número de ingestões depende muito do organismo e da personalidade do bichano e, também, da composição da ração, já que rações de alta qualidade tendem a suprir e satisfazer melhor os peludos.

Entretanto, procure distribuir essa quantia de forma que sempre haja alimento disponível no potinho, respeitando a natureza dos bichanos. Ademais, para os felinos também é crucial oferecer alimentos condizentes com a sua fase de vida, uma vez que o metabolismo muda com o avanço da idade.

Muito bem, agora você já sabe a quantidade de ração que deve oferecer para o seu cachorro e para o seu gato! Lembramos que é fundamental que você converse com o Veterinário de sua confiança para que ele oriente e estabeleça a melhor dieta para seus peludos, levando em consideração as particularidades de cada um.

Nosso artigo foi útil para você? Então, aproveite para saber, agora, quais são os benefícios da alimentação Premium Especial para filhotes!

Confira mais