cachorro sentado no banco de trás do carro com cinto de segurança

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Saiba como usar o cinto de segurança para cachorro

O seu peludo já andou de carro alguma vez? Seja para viajar nas férias com ele ou para levá-lo ao veterinário, esse tipo de transporte é bem frequente e precisa ser feito com segurança. Uma das formas de transportar o pet e garantir que ele chegará bem ao destino é usar o cinto de segurança para cachorro.

Afinal, por melhor motorista que você seja, é possível que durante o trajeto você precise frear o carro bruscamente ou até desviar de outro veículo repentinamente. Ninguém sabe o que pode acontecer no trânsito, concorda? Se o seu cachorrinho não estiver sendo transportado corretamente, ele poderá se desequilibrar e se ferir em casos assim.

Como certamente você não quer que nada de ruim aconteça com o seu amigo de quatro patas, é bom providenciar um cinto de segurança para cachorro o quanto antes!

Use o cinto de segurança para cachorro e esteja de acordo com a lei

Antes de falar mais sobre como usar o cinto de segurança para cachorro é importante que você conheça a legislação vigente. De acordo com a  Lei nº 9.503 de 23 de Setembro de 1997, que fala sobre as regras do código de trânsito brasileiro, levar animais na parte externa do automóvel é considerada infração grave, ou seja, além de multa o condutor poderá perder 5 pontos na carteira. Veja o que ele diz:

Art. 235. Conduzir pessoas, animais ou carga nas partes externas do veículo, salvo nos casos devidamente autorizados:

Infração – grave;

Penalidade – multa;

Medida administrativa – retenção do veículo para transbordo”.

Além disso, há também as regras sobre o transporte de animais e pessoas dentro do carro. Segundo o artigo 252 não é permitido o transporte do pet entre as pernas do condutor, como muitas pessoas acabam fazendo. Veja o que diz a lei:

Art. 252. Dirigir o veículo:

II – transportando pessoas, animais ou volume à sua esquerda ou entre os braços e pernas;

Infração – média;

Penalidade – multa”.

Por fim, é importante lembrar que se o seu cãozinho estiver solto dentro do carro e tentando brincar com você, dificilmente você terá atenção na direção, concorda? Isso aumenta o risco de acidente e também há penalizações. Veja o que fala a lei:

Art. 169. Dirigir sem atenção ou sem os cuidados indispensáveis à segurança:

Infração – leve;

Penalidade – multa.”

Está convencido de que usar o cinto de segurança para cachorro é a melhor escolha? Então saiba mais sobre ele.

Como usar o cinto de segurança para cachorro

O uso do cinto de segurança para cachorro é muito simples, mas o pet precisa estar acostumado ou pelo menos aceitar colocar a coleira peitoral. É que o cinto será fixado na coleira e conectado ao mesmo encaixe do cinto de segurança do veículo.

Trata-se de uma faixa, larga e ajustável, que permite que seu pet sente ou deite durante o transporte, mas garante que ele vai estar seguro, sem cair, caso você precise frear bruscamente. Em caso de acidente, ele também não será arremessado para fora do carro ou em cima das pessoas que estão no veículo, ou seja, garantirá a segurança de todos.

O acessório pode ser adquirido junto à coleira peitoral, quando o kit é completo, ou sozinho, para que você use com a peitoral que o seu cachorro já tem. Nesse caso, basta colocar o cinto como se fosse a guia, prendendo no mesmo local e depois conectando ao encaixe do cinto de segurança do veículo.

Você poderá encontrar alguns modelos que são acoplados à coleira comum, usada no pescoço, mas eles não são os mais indicados. Além de serem menos confortáveis para o cão, em caso de acidente, o animal poderá se ferir ao ficar preso apenas pelo pescoço.

Vale lembrar que o cinto de segurança para cachorro pode ser usado por animais de qualquer tamanho. Além disso, é necessário que você saiba que usar o cinto do carro e passá-lo por dentro da coleira do animal de nada adianta.

O cinto de segurança para cachorro possui o tamanho adequado para garantir que o pet estará seguro e confortável na hora de viajar com você.

Agora que você já sabe como manter o seu amigo de quatro patas seguro dentro do carro, descubra também como escolher a melhor ração para ele e mantenha seu pet saudável!

Confira mais